A Pequena Sereia

Shiloh Pepin de Portland, nasceu com síndrome de sereia, ou Sirenomelia, uma das mais raras anomalias conhecidas pelo o homem. Essa anomalia faz com que o feto não consiga desenvolver normalmente abaixo da cintura, resultando em uma fusão dos membros inferiores. Na maioria dos casos, o feto morre antes de nascer, dentro do útero da mãe.
Dos cinco casos conhecidos que ainda estão vivos, Pepin é a única que não teve as suas pernas separadas por cirurgia, isso porque o seu rim não trabalha perfeitamente e não possui cólon inferior nem os órgãos genitais, uma operação nessas condições seria muito arriscada. Mesmo nessa situação, Pepin é uma garota feliz, ela joga futebol, dança e frequenta as aulas.
Mas ela está agora no mais arriscado e desafiador momento da sua vida. Seu pediatra, Dr. Matt Hand, sabe que ela só poderá sobreviver caso as suas pernas sejam separadas. É uma operação arriscada que divide a sua família, sua mãe, Leslie, deseja que a operação ocorra, já o seu pai acha que a operação não deve acontecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: